segunda-feira, 18 de junho de 2012

Escritores


Luiz Henrique de Oliveira Cavalcante filho de Aristeu Teixeira Cavalcantew e de Maria de Oliveira Cavalcante. Estudou no colegio Pio XII do infatil ao Curso Científico. Iniciou sua carreira como professor, ensinando nos colégios: Crispiniano Portal, São José, Sete de Setembro, Imaculada Conceição e Guido de Fontgaland. Em Palmeirta dos Índios dirigiu a extinta Fundação Educacional de Palmeira dos Índios, ensinou nos colégios: Cristo Redentor, Sagrada Família, Monsenhor Macedo e Humberto Mendes, passando lá apenas uns poucos meses, quando voltou a Maceió. A partir do casamento com Maria do Socorro Aguiar de Oliveira Cavalcante foi que teve oportunidade de conhecer, com mais vivência, Paulo Jacinto, seu povo e sua cultura, apaixonando-se pela cidade, da qual é cidadão honorário. Professor aposentado da Universidade Federal de Alagoas, continua suas atividades nessa instituição, da qual é professor voluntário,  desenvolvendo um programa de extensão junto aos municípios alagoanos. Atualmente, além das atividades acadêmicas, é membro do Conselho Estadual de Educação, faz parte do Fórum Permanente de Educação do Campo e do Comitê de Avaliação do Plano Estadual de Educação. Escreveu o livro "Paulo Jacinto seus causos-estórias" que são histórias onde conta vários casos verídicos do municipio.


Diego da Silva Lima (Esquerda) é natural de Campinas/SP, nasceu aos 16 de janeiro de 1994 e até os cinco anos morou em Jundiaí. Com a morte do pai Jorcicley, migrou para Maceió junto com sua mãe Josefa Santos da Silva. Hoje,  reside em Paulo Jacinto/AL e cursa Engenharia Civil na Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Formado em Edificações pelo Instituto Federal de Alagoas (IFAL), Diego ocupa o tempo livre em escrever, pesquisar nos mapas e navegar na internet. Foi aos 10 anos que o garoto começou a mostrar seu talento, através da rádio comunitária de Paulo Jacinto, no programa Dose Dupla. Dirigiu, durante três anos, o jornal Alunos em Ação, da escola José Medeiros, em Paulo Jacinto, onde estudava. Nesse período, entrevistou personalidades como prefeitos, secretários, músicos, apresentador de TV e deputados.
Falando pelos cotovelos, o que ele gosta mesmo de fazer é ler. Em suas leituras diárias, que vêm desde os três anos, descobriu que também gosta de escrever. E foi contando casos e causos que já produziu três livros. Este, porém, é o primeiro que sai da gaveta como forma de presentear seus leitores. Autor do Livro "No tempo dos meus avôs" onde reconta histórias que ouviu de seus avôs.


José Alberto Costa, paulojacintense filho de João Cassiano e Grinauria Sales Costa; é jornalista aposentado e escritor. Estudou em Viçosa e posteriormente foi morar em Maceió estudou no Colégio Guido e na Escola Técnica do Comercio de Alagoas. Casou-se com dana Irami, o qual teve três filhos. Foi bancário do PRODUBAN atualmente extinto e também exerceu o cargo de Secretário Estadual de Comunicação do Estado, no governo de Teobaldo Barbosa. Escritor Lançou seu primeiro livro “Doce Lembrança”. Ingressou na Academia Alagoana de Letras, assumindo a cadeira de nº 11.